Servidores municipais de Icó iniciam movimento por melhores condições de trabalho


Por reajustes salariais e melhores condições de trabalho, os servidores municipais de Icó, município da Regional Iguatu, entraram em greve nesta quinta-feira (5). A categoria reivindica reajuste salarial para os professores e para os demais servidores, sendo as perdas salariais para as categorias acima do salário mínimo; o fim do assédio moral; a atualização do PCCS dos professores e a implantação do PCCS para todos os servidores


Para os profissionais de saúde do Município, são reivindicados 30% de reposição salarial, referentes às inflações dos últimos quatro anos, de acordo com os índices do Índice Nacional de Preços ao Consumir (INPC). Aos professores do Município, reivindica-se reajuste acima dos 7,97% da portaria do MEC de dezembro (já concedido pela Prefeitura).


Diana Araújo, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Icó, acredita que a gestão pode conceder mais reajustes aos servidores municipais. “O complemento da União chegou a três milhões e quase quinhentos mil reais”, disse. “Acreditamos, então, que pode ser dado mais um reajuste”, defende.


Segundo a presidenta, a gestão continua inflexível quanto às pautas dos trabalhadores.


Nesta sexta-feira (13), será realizado um ato pelas ruas do centro da cidade, na qual os professores irão de branco, simbolizando a paz.


Imagem: professores ocupam a Prefeitura Municipal na última quinta-feira (5). Crédito: Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Icó


 


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO