Servidores de Caucaia acusam prefeitura de negar auxílio transporte aos profissionais do magistério


Servidores do município de Caucaia denunciam a prefeitura da cidade de tirar o auxílio transporte conferido aos profissionais do magistério nos meses de novembro e dezembro. De acordo com o SINDSEP, a decisão da prefeitura ocorreu de forma arbitrária e não promoveu nenhuma negociação com o sindicato da categoria. Em nota, o órgão afirma ainda que a decisão afeta financeiramente os trabalhadores e fere o princípio da negociação coletiva e o respeito às relações sindicais.


Segue na íntegra nota de repúdio divulgada elo SINDSEP CAUCAIA:




O SINDSEP CAUCAIA através de sua Direção Executiva vem de público, formalizar veemente repúdio à ação da Prefeitura Municipal de Caucaia que retira neste mês de novembro e dezembro o direito ao auxílio transporte dos Profissionais do magistério. Essa forma de medida sem o diálogo com a categoria e o seu Sindicato, além de prejudicar financeiramente os/as trabalhadores/as, não respeita as relações sindicais e o princípio da negociação coletiva.


O SINDSEP CAUCAIA é solidário com todos os homens e mulheres que estão sendo prejudicados por este ato, desnecessário e injusto, da Prefeitura. Da mesma forma, informa que adotará todas as medidas jurídicas e de mobilização para retomar o mais imediato possível este direito usurpado, sem prévia informação e nem sequer negociação.




Compreendemos que os/as trabalhadores/as não devem e nem podem ser jamais prejudicados em seus direitos, por qualquer motivo que seja, especialmente quando este for por ausência de ações preventivas por parte da gestão pública.




Por estas e outras razões, o SINDSEP CAUCAIA, reafirma a sua posição contrária a qualquer movimento ou ação que resulte na redução, eliminação ou flexibilização de direitos conquistados pelo conjunto da categoria através de suas mobilizações e lutas.


Direção Executiva SINDSEP CAUCAIA

Caucaia, 30 de novembro de 2012.


 


Assessoria de comunicação – FETAMCE


comunicacao@fetamcetmp.org.br

 


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO