Fetamce fará nova caravana em apoio aos servidores de Quixadá


A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) realiza na próxima segunda-feira, 10 de agosto, nova caravana de apoio ao movimento sindical dos servidores municipais cearenses. Depois de passar por Várzea Alegre, o reforço à luta chega a Quixadá, onde mais de mil servidores estão impedidos de realizar compras à prazo no comércio. O problema surgiu porque a administração municipal deixou de pagar aos bancos os empréstimos consignados feitos pelos funcionários.


A denúncia é feita pela presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Quixadá e Região (Sindsep), Neiva Esteves. O desconto foi feito na folha pela Prefeitura de Quixadá, mas o Banco do Brasil, o Banco Panamericano e nem a Caixa Econômica Federal (CEF) estão recebendo os pagamentos.


Segundo Neiva, o problema surgiu há cerca de dois meses, mas somente agora os servidores estão sentindo os efeitos, principalmente quem optou por buscar o empréstimo na CEF. A instituição bancária está enviando cartas de cobrança e incluindo os inadimplentes na lista de mau pagadores, na Serasa e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Alguns tiveram inclusive o crédito bloqueado no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).


“Por esses motivos vamos registrar um Boletim de Ocorrência coletivo na delegacia na próxima segunda-feira. Pretendemos chamar a atenção das autoridades. Alguns servidores já estão até entrando em depressão”, ressaltou a líder classista. O ato acontece no Centro Admistrativo da Prefeitura (Rua Tabelião Enéas, 649, Centro, Quixadá), a partir das 8 horas da manhã.


Os servidores reclamam também da falta de um calendário de pagamento dos seus salários. Para piorar a situação, as mudanças das datas são constantes. A situação é pior para quem não trabalha na Secretaria de Educação ou de Saúde.


Caravana


Sindicatos de várias regiões do Ceará se somarão à caravana. O apoio chega em um momento determinante para os trabalhadores. “Vamos levar toda a nossa estrutura e envolver os demais municípios nesta luta conjunta”, salienta Enedina Soares, presidente da Fetamce.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO