Trairi: Prefeitura não atende pauta da campanha salarial na primeira negociação

As negociações da Campanha Salarial 2012 do s Servidores Municipais de Trairi tiveram início ontem (01/02), na Sede da Prefeitura Municipal, no Gabinete do Prefeito. Entretanto, o encontro produziu poucos avanços na discussão da pauta apresentada pelo Sindicato.


A reunião também tratou das pendências de 2011, que se referem ao aumento de 3% determinado pela Justiça Estadual para os professores graduados e pós-graduados e os demais servidores que recebem acima de um salário mínimo. Este último indicativo de aumento teria sido agendado pelo próprio gestor público municipal, perfazendo um total de 10% que já fora dado 7% de reajuste. Alem disso foi sugerido pela a presidente do sindicato, um projeto que fixa uma data base para os reajustes dos servidores, assim como acontece com os trabalhadores que recebem salário mínimo, foi cobrado também a implementação dos Planos de Cargos e Carreiras e Salários da Saúde.


Quanto ao atendimento da pauta de reivindicações da campanha salarial 2012, não houve avanços nas negociações, tendo em vista as negativas da administração pública. Ficando agendada uma nova reunião para dia 01 de março, quando se aguarda um novo posicionamento do município.


Os trabalhadores organizados no serviço público no Trairi requerem, no caso dos que recebem acima do salário mínimo reposição das percas do acumulado dos últimos cinco anos através de reajuste salarial, utilizando com referência a variação dos  índices econômicos, como o Indice Nacional de Preço ao Consumidor – INPC e  o Produto Interno Bruto de 49,97( % ). Já os profissionais da educação reclamam reajuste do Piso conforme a lei nº 11.738/2008,  valorização do graduado e pós graduado, gratificação para professores que trabalham com alunos com deficiência e progressão e promoção para professores graduados, pós graduados e por antiguidade.

Assessoria de Comunicação – FETAMCE

Siga-nos no Twitter > @FETAMCE


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO