Sispumt e Fetamce iniciam construção do Plano de Carreiras dos Agentes Administrativos de Trairi


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Trairi (Sispumt), em parceria com a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), realizou, na tarde de ontem (17/02), reunião para discutir a construção do Plano de Cargos, Carreiras e Salário – PCCS dos Agentes Administrativos da cidade.


A adesão à reunião foi imediata pelo grupo que já vem se mobilizando desde janeiro deste ano em busca de reconhecimento trabalhista. O encontro teve a participação da presidente da Federação, Enedina Soares, que ficou bastante entusiasmada com a organização política dos agentes por já terem estabelecido alguns dos pontos importantes da proposta em construção. A presidente da entidade estadual observou que uma comissão de gestão de carreira, bem como incentivo a formação profissional devem ser incluídos na proposta. Ao todo, o município conta com 112 agentes administrativos.


Agora, a minuta inicial do Plano já elaborada será submetida à avaliação da assessoria jurídica da Fetamce e ao Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que tem subseção instalada na Federação.


No dia 02 de março, às 14 horas, a categoria volta a se reunir para conhecer a proposta que será apresentada por Enedina Soares após as emendas necessárias.


O que é e para que serve um PCCS?


O Plano de Cargos, Carreiras e Salário – PCCS é um conjunto de regras e normas que estabelece os mecanismos de gestão pessoal no campo trabalhista. São importantes instrumentos gerenciais para as questões relacionadas à remuneração e carreira profissional; permite ao trabalhador enxergar a trajetória que tem pela frente, em termos de evolução salarial e sua perspectiva de carreira.


A carreira do trabalhador deve começar no processo de ingresso no exercício do cargo e prosseguir através do desenvolvimento profissional e de sua atuação dentro da organização, seguindo até sua aposentadoria. É bom salientar que um PCCS, por mais simples que seja, mesmo do menor e mais distante município brasileiro, tem como base a Declaração Universal dos Direitos Humanos.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO