Justiça reverte redução arbitrária de carga-horária de professores feita pela Prefeitura de Barbalha


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barbalha reverteu na justiça iniciativa da prefeitura que havia retirado 100 horas da carga-horária de 10 professores que há mais de 10 anos tinham 200 horas.


A decisão foi do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que reverteu decisão inicial da justiça da Comarca de Juazeiro do Norte.


O colegiado do TRT votou por unanimidade no acolhimento da tese do sindicato. Além disso, o Tribunal mandou o município lotar os professores nas outras 100 horas imediatamente, bem como pagar todos os meses em que os educadores ficaram fora de sala e prejudicados com a medida arbitrária da gestão.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO