Diretoria da FETAMCE visita municípios em greve

A diretoria da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará – FETAMCE acompanha, através de visitas, desde a última sexta-feira (20/04), as atividades decorrentes dos movimentos de greve nos municípios de Tabuleiro do Norte, Morada Nova, Trairi e Craeús.


Nos municípios permanecem as dificuldades de articulação e negociação com as prefeituras, que não recebem mais as comissões de trabalhadores. A profissão que se destaca entre as postulantes de reajuste continua sendo a dos professores, que lutam em defesa da afirmação da Lei do Piso Nacional do Magistério.

 
Crateús

O vice-presidente da Federação, José Valter Aves Saraiva, reforçou, na últim sexta (20/04), as atividades integrantes da greve em Crateús, que sofre a tentativa da prefeitura de declará-la ilegal. O executivo da cidade entrou com processo contra os servidores em greve, mas a justiça confirmou a legalidade do movimento. A decisão foi comunicada ao comando de greve pelo assessor jurídico da FETAMCE, Valdecy Alves, que esteve no município.

Morada Nova

Enedina participou nesta terça-feira (24/04) de reunião do Conselho do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) de Morada Nova para negociar uma nova proposta de reajuste que atenda o Piso do Magistério. Os professores de lá estão desde o dia 18 de abril em greve.


À noite, a dirigente retorna à cidade para participar de reunião com a Secretaria de Educação local, que convocou os professores para prestar esclarecimentos sobre o reajuste diferenciado. Está na mesa de discussão a proposta estatal de reajuste de 22% para profissionais com nível médio e 20% para graduados e especialistas.

Tabuleiro do Norte

Em greve desde o dia dois de abril, os professores de Tabuleiro do Norte, decidiram, em nova assembleia da categoria, realizada na tarde de terça-feira (24/04), manter suas atividades paralisadas, com uma nova agenda de atividades.


O agravante é que o executivo municipal se nega a receber o sindicato. Diante disso, no dia cinco de maio, pela manhã, haverá um ato regional de apoio à greve, com a presença dos sindicatos da regional do Vale do Jaguaribe.


Até o momento, gerando divergência entre os trabalhadores, existe o entendimento patronal de 22% de reajuste para trabalhadores da educação com o nível médio, mas a imposição de 10% somente para graduados e especialistas, que seriam acrescidos de um novo reajuste previsto para setembro de 2% e de 3% em dezembro, contrariando o Plano de Carreiras.

 
Trairi

Em Trairi, as diretoras Ozaneide de Paula e Carmem Silvia participaram, também no dia 24, de Assembleia da categoria dos professores para debater a proposta da prefeitura de 5% de reajuste linear.

Assessoria de Comunicação – FETAMCE


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO