Após greve, professores de Crateús alcançam reposição de 4,31%

Após oito dias de greve pela reposição do percentual de diferença entre os níveis (médio e graduado) da tabela salarial, os professores de Crateús alcançaram o índice solicitado de 4,31%.

A conquista se deu em Audiência de Conciliação no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). Com o alcance do benefício, o Sindicato dos Professores da cidade informa que será cumprida integralmente a diferença de 25% entre o piso do magistério e o salário do educador graduado.

A presidente do sindicato, Socorro Pires, acrescenta que a batalha começou na mesa de negociação com a prefeitura, que, a princípio, disse reconhecer não haver impedimento em garantir  o percentual que faltava para cumprir a diferença entre os níveis, mas recuou da medida após a entidade laboral informar o percentual devido.

Foi a partir deste momento, como forma de pressão, que a categoria deliberou pela greve. A decisão sobre o movimento paredista só foi parar na justiça porque a Prefeitura pediu a ilegalidade da greve.

“Na primeira audiência eles não compareceram, o Desembargador remarcou e exigiu a presença deles. Então, na segunda audiência, no último dia primeiro, conseguimos o acordo, que, mesmo parcelado, consideramos uma vitória para a conjuntura atual”, afirma Socorro Pires, presidente do sindicato.

DEIXE UM COMENTÁRIO