20 de Novembro: Conciência Negra nas Consciências de todas as Cores é Possível!

No artigo a seguir, de Maria das Graças Costa, presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (CONFETAM) e membro do Comitê Mundial de Mulheres da ISP, faz alusão ao 20 de novembro e fala da necessidade do movimento dos trabalhadores ativarem a consciência negra.


Paulo Freire, o grande educador brasileiro, em uma de suas últimas entrevistas, afirmou que o Brasil é o pais de todas as marchas! É verdade” Vivemos numa das maiores democracias do mundo em que pelas ruas ecoam reivindicações das mulheres, pessoas com deficiências, dos LGBTTs e também dos negros e negras!


Nos Estados Unidos, com repercussão mundial, a voz de Martin Luther King comandou a maior marcha pela Liberdade dos negros e negras aprisionados/as numa das formas mais violentas de preconceito contra o ser humano quanto a sua cor.


No Brasil, outro grande líder, Zumbi dos Palmares, marcou definitivamente a luta pela formação da consciência negra num país de tantas cores! Por isso, no dia 9 de janeiro de 2003, no Governo Lula, o Brasil dá uma grande demonstração de respeito para com os/as afro-descendentes ao definir o DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA. É importante ainda dizer que no dia 20 de novembro do ano de 1695, morreu Zumbi.


A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão no período do Brasil Colonial. Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade.


Hoje, Século XXI, nas escolas brasileiras já é obrigatória a inclusão de disciplinas e conteúdos que visam estudar a história da África e a cultura afro-brasileira.


Ao longo da formação da nossa sociedade, os negros e negras afro-descendentes tem colaborado  com a nossa história, nos aspectos políticos, sociais, gastronômicos e religiosos de nosso país. É um dia que devemos comemorar nas escolas, nos espaços culturais e em outros locais, valorizando a cultura afro-brasileira.


Na cidade de Quixadá, como fruto de amplas discussões com vistas à inclusão dos negros e negras, tendo como fundamento a Campanha Igualdade de Oportunidades da Internacional dos Serviços Públicos, o SINDSEP de Quixadá e Região reivindicou a criação do Dia Municipal pela valorização da Consciência Negra. Com isso, a Prefeitura Municipal de Quixadá, através da Lei nº 2.360, de 09 de dezembro de 2008, instituiu o DIA MUNICIPAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA!


Parabéns a todos os homens e mulheres afro-descendentes do mundo e do Brasil.


Parabéns ao SINDSEP de Quixadá, Ibaretama, Banabuiu, Choró e Ibicuitinga que amplia sua agenda sindical de lutas e insere-se num debate de construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

A conquista de uma lei municipal que ultrapassa a singeleza de uma homenagem possibilita que a instituição de um instrumento legal viabilize a promoção da Consciência Negra nos termos de uma Política de Estado.


Viva a Negritude!!!

Por Maria das Graças Costa

Presidenta da CONFETAM/CUT

Membro do Comitê Mundial de Mulheres da ISP


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO