Região do Iguatu realizará ato contra a terceirização


A coordenação da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) na Região de Iguatu, que reúne sindicatos de servidores de 20 cidades, convoca para ato no município citado contra o Projeto de Lei da Terceirização (Nº 4330). A atividade acontece no dia 15 de abril de 2015, com concentração na Praça Demóstenes de Carvalho (Praça da Caixa Econômica), Centro de Iguatu, às 8h.


Na oportunidade, além de manifestar a contrariedade da classe trabalhadora à terceirização, os servidores pautarão as demandas da campanha salarial 2015 dos funcionários públicos de Iguatu. O grupo tem enfrentado dificuldades nas negociações salariais locais.


Terceirização


A agenda se junta ao calendário nacional de mobilização contra o PL, aprovado pelo Plenário da Câmara dos Deputados no dia 8 de baril, por 324 votos a 137, sendo 2 abstenções. O texto-base da nova legislação abre as portas para que as empresas possam terceirizar todas as suas atividades. Hoje, somente o que não faz parte da atividade-fim pode ser delegado a outras empresas, como, por exemplo, a limpeza, a segurança e a manutenção de máquinas. Entidades de trabalhadores, auditores fiscais do trabalho, procuradores do trabalho e juízes trabalhistas acreditam que o projeto é nocivo aos trabalhadores e à sociedade.


Os trabalhadores terceirizados ganham 25% menos, trabalham mais, são mais expostos a acidentes, e têm 3,4 mais chances de morrer no local de trabalho. Atualmente, no Brasil, já são mais de 13 milhões trabalhadores expostos a tal condição. A aprovação da nova Lei pode levar a esse contexto os outros 40 milhões de trabalhadores.


Saiba quais municípios integram a Regional de Iguatu da Fetamce:


Acopiara, Antonina do Norte, Saboeiro, Aiuaba, Cariús, Cedro, Icó, Iguatu, Jucás, Mombaça, Orós, Piquet, Carneiro, Catarina, Dep Irapuan Pinheiro, Milha, Solonópole, Quixelô, Solonópole e Umari.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO