Professores e vigias de Acaraú entram em estado de greve

Os professores e vigias do município de Acaraú decidiram, por unanimidade, entrar em estado de greve a partir desta segunda-feira (14/05), durante assembleia das categorias citadas, convocada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Acaraú – SINDSEP, realizada no dia 12 e maio.


Os servidores deliberaram pelo estado de greve após tentativa do município de acabar com o Plano de Cargos e Carreiras do funcionalismo público local, violar o direito a 1/3 para atividade extraclasse de professores, não pagar progressões anteriores já concedidas e em defesa da implementação do risco de vida para os vigias, direito dos vigias que está na lei e vem sendo violado. A assembleia também deliberou a criação de um grupo de estudo para dar inicio à elaboração do plano de carreira dos servidores da saúde.

Temporários

Valdeci, presidente do SINDSEP Acaraú, explica 49% dos professores são temporários, conforme levantamento do Sindicato, que mostra também que aumentaram o número de professores sem aumentar o número de alunos. Estima-se que há um excesso de 300 professores no quadro – Município só aplica 60% do FUNDEB e adotou o piso de R$1451,00, além de tentar acabar com a carreira do professor e reduzir outros direitos adquiridos.

Aumento da receita

Quanto aos repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para a cidade, houve aumento de 82%, de 2008 até 2011.

Fonte: www.valdecyalves.blogspot.com.br

Assessoria de Comunicação – FETAMCE


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO