Prefeitura de Cascavel quer suspender contribuição patronal à previdência local

Servidores resistem à proposta, que pode prejudicar a sobrevivência do Instituto Municipal de Previdência

Mais uma prefeitura do Ceará se aproveita do cenário de pandemia para suspender o pagamento da contribuição patronal à previdência municipal. É o caso de Cascavel, cuja gestão enviou para a Câmara de Vereadores o projeto de lei Nº 24/2020.

Em nota, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da cidade repudiou a medida, que pode, caso aprovada, desobrigar o município de repassar a sua parcela de contribuição para o regime próprio de aposentadoria.

A entidade laboral lembra que vem tentando dialogar com o Executivo e cobra que os parlamentares da cidade não deixem essa proposição passar, tendo em vista que pode levar à quebra do Instituto de Previdência, prejudicando quem está gozando do direito e quem ainda vai gozar.

O sindicato, por fim, cobra que tanto prefeitura quanto Câmara façam um diálogo público com a cidade sobre o assunto, seja através de transmissões ao vivo ou de conferências virtuais.

DEIXE UM COMENTÁRIO