Operação do Ministério Público mira vereadores de Crateús


Notebooks, celulares, tablets, cheques e dinheiro foram aprendidos na Câmara e em escritórios de contabilidade


O Ministério Público do Ceará (MP/CE) deflagrou, na manhã desta terça-feira (6), a Operação Barrurral na cidade de Crateús, distante 350 quilômetros de Fortaleza. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na Câmara Municipal e em escritórios de contabilidade do município e também em Fortaleza.


O objetivo das investigações é conseguir provas de atos de improbidade administrativa cometidos por vereadores de Crateús. Ao todo, foram cumpridos cinco mandados expedidos pelo juiz Cristiano Sanches de Carvalho, da 1ª Vara da Comarca.


O Ministério Público apreendeu notebooks, celulares, tablets, cheques, dinheiro, além de vasta documentação. O órgão já está iniciando o trabalho de análise das provas e instrução dos procedimentos.


Ocupação


A Câmara Municipal de Crateús está ocupada após os vereadores aumentaram os próprios salários de R$ 8 mil para R$ 10 mil, na calada da noite. O presidente da casa passará a ganhar R$ 18 mil. Os manifestantes prometem continuar mobilizados até que as autoridades desmontem essa farra com o dinheiro público, para haja, por exemplo, maior disponibilidade de recursos para áreas como saúde, educação e cultura, sobretudo neste período de crise.


Veja vídeo da TV Fetamce sobre a situação do município:


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO