Jaguaribara – PCCS da Saúde será implantado até maio


Vitória dos servidores. Depois de vários anos de luta, os trabalhadores da Saúde de Jaguaribara, Regional Vale Jaguaribe, conquistaram o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS). No último dia 3, o projeto de lei foi aprovado na Câmara Municipal, indo para a sanção do prefeito no dia 19 de fevereiro, e passará a ser implantado a partir de maio deste ano.


Segundo João Paulo Leite, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Jaguaribara (Sinsemj), a implantação do PCCS da Saúde vinha sendo pauta das últimas campanhas salariais dos servidores do Município. No ano passado, com a convocação de mais aprovados do concurso de 2011, a reivindicação ganhou força e tornou-se presente na luta do Sindicato.



O sindicalista afirmou ainda que o projeto de lei foi construído a partir do texto-base elaborado pelo Sinsemj, e contou com a participação dos trabalhadores.


João Paulo explicou que os servidores, que saíram do estágio probatório, começam na primeira referência em maio. A evolução na carreira ocorrerá a cada dois anos de serviços prestados, com capacitação, formada por uma comissão de quatro pessoas do sindicato e outras quatro da gestão. Entre cada referência, para as tabelas dos níves Médio e Superior, aumenta-se 8%. Do nível Médio para o Graduado, o aumento é de 71%.


O plano prevê ainda a atualização dos quinquênios, que haviam sido retirados em 2007.


“O PCCS foi uma conquista importantíssima para a classe. Ele vem equilibrar a questão de quem está em mais tempo de serviço. E veio através de muita luta”, reforçou João Paulo.


Reajuste


Amanhã (27), será realizada uma assembleia extraordinária, às 18h, na Câmara Muncipal, a fim de discutir o reajuste dos servidores do Município. De acordo com o Sinsemj, a Prefeitura alega que atingiu 61% dos gastos com a folha de pagamento pessoal, ultrapassando o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Será deliberado se os trabalhadores entram em estado de greve.


“A questão de organização da folha é da gestão. A própria LRF prevê o reajuste dos servidores. Não vamos abrir mão do reajuste”, enfatizou o sindicalista, acrescentando que, pela primeira vez, o Município não concedeu o reajuste do professor municipal.


 


Imagem: Sinsemj


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO