Sindicato realiza ato em defesa dos servidores de Quixadá


Nessa sexta-feira (21), um ato público em defesa dos servidores municipais despertou o apoio da população de Quixadá às pautas reivindicadas pelo Sindicato da categoria. O ato aconteceu em frente à Câmara Municipal de Quixadá e foi motivado por denúncias de perseguição política a servidores e pelo entrave das pautas de negociação do funcionalismo municipal com o Executivo.


Segundo Neiva Esteves, presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Quixadá, a Câmara precisa se pronunciar, discutir e fazer o seu compromisso quanto aos servidores do Município. Sobre casos mais graves, ela disse que o Sindicato tem recebido denúncias de remanejamento de servidores com mais de 30 anos de carreira para outros locais de trabalho, deixando prestadores de serviços em seus lugares.


Graça Costa, diretora da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público no Estado do Ceará (Fetamce) e sindicalista do Município, lembrou que, ao longo dos últimos 30 anos, muitos direitos foram conquistados pela luta da categoria em Quixadá. Para ela, perseguições e retirada de direitos são um retrocesso a essa história. “[Naquela época] lutamos para a Prefeitura pagar salário mínimo e 13º salário. Passamos desse patamar. Não queremos lutar por direitos já conquistados”, criticou.


Sobre as possíveis perseguições aos servidores municipais em seus locais de trabalho, Graça foi enfática. “O prefeito disse que não iria perseguir servidor municipal, mas isso vem acontecendo. Se ele pensa é contra, que cumpra o que diz. Se não pensa assim, vamos estar permanentemente nas ruas”, exclamou.

Plenário

Logo após o ato, a Câmara Municipal recebeu representantes do Sindicato, da Fetamce e servidores, que cobraram o respeito e reconhecimento da Casa legislativa e de seus parlamentares à autonomia do Sindicato e a apuração das denúncias de perseguição política de servidores, que foram transferidos de seus locais de trabalhos. Também foi cobrado o avanço das negociações do Plano de Cargos e Carreiras dos servidores da Administração e da Saúde.

Encaminhamentos

Uma comissão formada por representantes da Fetamce, Sindicato e servidores foi recebida pelos vereadores, que se comprometeram a reconhecer autonomia da entidade; discutir com o prefeito o avanço de políticas públicas para a saúde,educação e equidade de gênero e a orientar os vereadores que moveram ação judicial contra o Sindicato a retirarem-na (uma ação judicial contra o Sindicato foi movida por alguns vereadores, alegando que sindicalistas fizeram uso político-partidário da entidade com fins eleitorais durante a campanha eleitoral do ano passado).


 


 


Com  informações do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Quixadá


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO