Sindicato cobra férias e pagamento de ajuda de custo dos servidores de Nova Russas

A Prefeitura de Nova Russas suspendeu as férias dos servidores municipais por 60 dias. Através do Decreto nº 19/2020, assinado pelo Secretário de Administração e Finanças, Washington Pedrosa, a gestão passou a recusar os pedidos de férias do pessoal da saúde.

A decisão do Executivo revoltou os profissionais do serviço público, que entendem a decisão como intransigente, haja vista que os trabalhadores que estão na linha de frente de enfrentamento à Covid-19 tem passado por uma carga de tensão muito grande, com jornada de trabalho exaustiva e, ainda, com adoecimento.

A direção do Sindicato dos Servidores de Nova Russas informa que já tentou dialogar com o município, para que seja cumprido o cronograma de férias já existente na Secretaria de Saúde. No entanto, a prefeitura não vem cedendo aos pedidos dos funcionários levados à público pela entidade sindical.

“Os servidores estão vendo nesta ação um ato de desrespeito com o profissional e com a vida de quem está no dia a dia fazendo os serviços públicos chegarem a população”, avalia a direção do sindicato.

Pagamento da ajuda de custo da Covid-19

Outro problema enfrentado é a ausência de pagamento de ajuda de custo referente ao mês de julho. O benefício é direcionado para os profissionais que atuam na limpeza pública e nas atividades de enfrentamento à Covid-19.

A Lei nº 1.195 de 5 de junho de 2020, que criou a ajuda financeira, estabelece no seu parágrafo único do art. 1º que os valores de R$ 200,00 e R$ 300,00 respectivamente serão pagos enquanto perdurar a necessidade  de enfrentamento da pandemia.

“Desta forma, considerando que Nova Russas apresenta um crescente número de casos notificados e positivos e que coloca os servidores da saúde e segurança em constante riscos é que entendemos que a administração deverá continuar com esses pagamentos. Eles já esperam há 3 semanas!”, conclui a organização laboral.

DEIXE UM COMENTÁRIO