Sessão solene homenageia militantes e organizações sindicais


A assembleia legislativa do Ceará realizou nesta quinta-feira (30 de abril) sessão solene em homenagem ao dia do trabalhador. O evento foi convocado pelos deputados estaduais Emano de Freitas e Moisés Braz.


A atividade destacou a contribuição de militantes e organizações sindicais cearenses. Entre estes, Graça Costa, secretária de relações do trabalho da Central Única dos Trabalhadores (CUT), que foi uma das homenageadas.


Graça tem em sua história a fundação do sindicato de servidores de Quixadá e Região; foi responsável por reorganizar e ampliar a presença no Ceará da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) e é uma das fundadoras da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam).


“Nesse momento de ataque aos trabalhadores, divido essa homenagem com todos e todas os bravos e as bravos que militam na luta sindical no Ceará e em todo o país, especialmente os servidores e as servidoras municipais”, agradeceu a diretora da CUT.


Também foram agraciados com a homenagem Elizeu Rodrigues, presidente da Federação dos Trabalhadores Empregados e Empregadas no Comércio e Serviços do Estado do Ceará (Fetrace); Antonio Pinheiro, advogado dos movimentos sociais; e José Nunes Passos, presidente da Associação dos Aposentados do Comércio de Fortaleza (Acap), que foi representado na solenidade pelo coordenador-geral do Sindicato dos Comerciários de Fortaleza, Francisco Gonçalves.


Além de personalidades, entidades receberam a placa comemorativa produzida pela Assembleia Legislativa. São elas a Central Única dos Trabalhadores no Ceará, representada por sua presidente, Joana Almeida; e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Ceará (Fetraece), representada por seu presidente, Luiz Carlos Ribeiro.


O evento abriu espaço para a pressão contra a aprovação do PL 4330, que retira direitos de todos os trabalhadores ao permitir a terceirização sem limites, em todas as funções de qualquer empresa e setor, assim como o combate às medidas de ajuste fiscal.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO