Servidores fazem protesto em Icó



Normal
0


21


false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE













MicrosoftInternetExplorer4















/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-style-parent:””;
line-height:115%;
font-size:11.0pt;”Calibri”,”sans-serif”;
mso-fareast-“Times New Roman”;}

Uma manifestação promovida por um grupo de servidores municipais da secretaria de Saúde, nesta cidade, na região Centro-Sul, movimentou, ontem, pela manhã, o centro comercial. O ato público denominado “Paredão da Saúde”, pediu a implantação de um calendário de pagamento, reajuste salarial, melhores condições de trabalho e de atendimento à população.


O sol quente e o temor de perseguição afastaram a maioria dos manifestantes da rua. Quem participou do protesto preferiu ficar abrigado em marquises de prédios comerciais nas calçadas e sob barracas de vendedores da tradicional feira livres das sextas-feiras. Os dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Icó e de outras instituições públicas enfrentaram o calor e discursaram por quase duas horas em um palanque improvisado ao lado da Coluna da Hora.


De acordo com nota divulgada pelo sindicato “o gestor não cumpre o pagamento de direitos básicos, não há calendário de pagamento, reajuste salarial está atrasado e as condições de trabalho são precárias nas unidades do Programa Saúde da Família (PSF) e no Hospital Regional de Icó”. A presidente do sindicato, Diana de Araújo Moura, disse que a Prefeitura desrespeita os direitos básicos garantidos pela Constituição Federal. “Clamamos por uma melhor qualidade dos serviços de saúde em favor da população e dos servidores que não são valorizados”, frisou. “Equipamentos estão quebrados, faltam médicos, medicamentos básicos e os exames demoram ser ofertados”.


O servidor Josafá Alves defendeu uma maior participação dos funcionários por melhoria salarial e das condições de trabalho. “O esforço do sindicato é nesse sentido, mas precisamos de uma maior adesão ao movimento”. A ideia dos dirigentes sindicais era paralisar, por todo o dia de ontem, o atendimento nas unidades de saúde. O secretário de Saúde de Icó, Daniel Peixoto, esclareceu que a administração considera justa a reivindicação do servidor para implantação de um calendário de pagamento mensal. “Infelizmente, o Município não tem recursos para efetuar o pagamento”, afirmou.

Mais informações:
Sindicato dos Servidores Públicos de Icó

Fone: (88) 9998. 0333

Fonte: Diário do Nordeste



Assessoria de Comunicação – FETAMCE


Siga-nos no Twitter > @FETAMCE



Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO