Servidores de Caucaia sofrem repressão da Guarda Municipal em protesto contra atraso de salários


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Caucaia (Sindsep) convocou manifestação na portaria da Secretaria de Administração do município para questionar sobre os novos atrasos de salários a que os trabalhadores das Secretarias de Saúde e de Educação estão submetidos.


A prefeitura alterou três vezes o calendário de pagamento do benefício do mês de dezembro de 2015 e, neste momento, estão sem receber profissionais da educação (exceto professores efetivos e contratados) e todos os funcionários vinculados à Secretaria de Saúde.


Mas a grande surpresa para os militantes que compareceram ao ato foi serem recebidos por dezenas de guardas municipais e veículos táticos da Guarda, que responderam com truculência ao protesto dos trabalhadores.


O secretário de Administração, Zezinho Crisóstemo, foi, segundo os oficiais presentes, o responsável por convocar o grupo repressivo, que pediu reforço da Polícia Militar para reprimir o protesto pacífico dos funcionários, a maioria, inclusive, formada por mulheres.


Os servidores tentaram também uma audiência com o secretário de administração, que não só se negou a receber os profissionais, como solicitou que fosse protocolado ofício para reunião em data posterior. O Sindsep tentou formalizar o pedido no formulário de protocolo da Secretaria, mas os funcionários do órgão se negaram a receber o documento. Segundo a direção do Sindicato, tudo isso com o objetivo de não facilitar as negociações para o caso e tentar dispersar a mobilização.


Nova manifestação


Diante de tudo isso, o Sindsep convoca para nova manifestaçao na portaria da Secretaria de Administração (Rua Coronel Correia, nº 2061, Centro), que acontecerá amanhã (06/01), a partir das 9 horas.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO