Professores pressionam Secretaria de Educação no primeiro dia de aula


Trabalhadores deliberaram por não comparecer hoje às escolas e pressionar a Secretaria de Educação na data oficial do início do ano letivo.

Relatos de insatisfações de trabalhadores de diversas categorias marcaram o Encontro dos Servidores Municipais de Lavras da Mangabeira. Realizado no dia 21 de janeiro, na Câmara Municipal, com uma grande participação de vereadores que foram levar apoio à luta, o encontro foi marcado por reclamações dos servidores. Atraso de salários e pagamento de férias, falta de condições de trabalho na saúde e a insatisfação com a mudança da matriz curricular da rede municipal de educação. 


 


Os servidores reclamam que a modificação reduz o número de aulas em algumas disciplinas. Pais e mestres estão preocupados com a qualidade da educação e temem que a mudança provoque transtornos na lotação de professores. A categoria reclama que não houve uma discussão que mostrasse a real necessidade da medida. 


 


Os servidores que não tem plano de cargos e carreira enfatizaram a necessidade de se avançar no tema, considerando que o PCC é um direito constitucional desde 1988. 


 


Como resultado do encontro, os professores deliberaram por não comparecer nas escolas nesta segunda-feira, dia 25 de janeiro. Na data oficial do início do ano letivo, eles decidiram ir à Secretaria de Educação buscar uma solução para o impasse. 


 


Até o final da semana, o sindicato irá protocolar a pauta de reivindicações dos servidores e requerer uma audiência com a gestão municipal.

 


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO