Professores de Crateús suspendem greve e judicializam demandas


Os professores municipais de Crateús, que a entraram em greve depois da Prefeitura concluir que não daria reajuste salarial aos profissionais com nível superior, decidiram suspender o movimento.


A categoria estava parada desde o dia 28 de março e ontem, 28 de abril, exatamente um mês depois, deliberou pela suspensão definitiva do movimento paredista.


A medida vem após o Sindicato dos Professores ingressar com ação de dissídio da greve em andamento no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). O processo aguarda o despacho do desembargador.


No atual contexto, com a medida imposta pela gestão, receberão aumento somente os profissionais com nível médio de formação, haja vista que a gestão é obrigada a atualizar o piso.


O sindicato destaca que os educadores com nível superior ou pós-graduação sofrerão achatamento salarial, visto que a remuneração dos mesmos já está sendo engolida pela inflação. Hoje, a ausência de aumento reduz de 17% para 5,64% a diferença salarial entre os professores com formação em nível médio para os professores com formação em nível superior.


Conforme a presidente da organização laboral, Socorro Pires, ficou acordado na assembleia que o grupo continuará mobilizado até o desfecho final.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO