Professores de Barbalha mantém a greve e farão nova assembleia

Dia 28 de setembro do corrente, os professores da Rede Municipal de Barbalha, Região do Carirí, realizaram mais uma assembleia deliberativa da greve, que dura mais de 30 dias. A atividade aconteceu no Salão Paroquial da Igreja Matriz do Centro da Cidade. Desta vez esteve presente, o Vice-Presidente da FETAMCE, José Valter Alves Saraiva, que ofereceu todo apoio logístico e físico por parte da entidade e de seu Assessor Jurídico, para socializar junto ao Assessor jurídico do Sindicato, suas experiências em acompanhamentos às diversas greves realizadas pelo Ceará afora nos últimos anos.


A pauta de reivindicações da categoria constava dos seguintes itens: Implementação de 1/3 da carga horária para hora atividade e ou atividade extra-classe de forma integral, para a partir do início do ano letivo de 2012 , contemplando todos os professores seja da educação infantil ou do ensino fundamental;


1) Aceitação da remuneração dos professores temporários conforme proposta apresentada nesta data pelo município;


2) Revisão do PCCR tão somente após a implantação de Regência de Classe de 40% sobre o salário base para todos os profissionais do magistério;


3) Implantação imediata da referida regência de classe;


4) Manutenção do movimento Grevista até ulteriores deliberações da categoria. Sendo apresentado na abertura da assembleia, a seguinte contra-proposta da administração municipal: ________________________________________________, ao analisar tais itens, a categoria não aceitou maioria deles, sendo dito o que foi aceito e refeito referida contra-proposta da administração, sugerida da seguinte forma: 1) Implementação de 1/3 da carga horária para hora atividade e ou atividade extra-classe de forma integral, para a partir do início do ano letivo de 2012 , contemplando todos os professores seja da educação infantil ou do ensino fundamental;


5) Aceitação da remuneração dos professores temporários conforme proposta apresentada nesta data pelo município;


6) Revisão do PCCR tão somente após a implantação de Regência de Classe de 40% sobre o salário base para todos os profissionais do magistério;


7) Implantação imediata da referida regência de classe;


8) Manutenção do movimento Grevista até ulteriores deliberações da categoria. Ao final, foi definido o seguinte encaminhamento: que a categoria permaneça em greve, até que seja marcada mais uma rodada de negociação entre as partes, para rediscutir as alterações recém-apresentadas, ficando acertado que todos os grevistas acompanhem a direção do sindicato para coletivamente, protocolar a nova composição da pauta junto à administração Municipal as 16h00 do mesmo dia.


Isto feito, o Chefe do Executivo, autorizou que o senhor Pedrosa, chefe de Gabinete e a Procuradora do município, recebessem a Comissão representativa da categoria, que mesmo não tendo poderes outorgados para deliberarem sobre a pauta, ouviram a fundamentação verbal da Comissão representativa da categoria e se comprometeram de contribuir junto ao Executivo na construção de uma proposta mais convincente a tais reivindicações.


Às 17h30, a categoria se reuniu e ficou acertado que segunda-feira, dia 03 de outubro, haverá outra Assembleia, para discussão e elaboração da agenda de mobilização da greve para os dias seguintes e informar se a administração agendou a próxima mesa de negociação da pauta.

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL

A Prefeitura de Barbalha enviou proposta para por fim a greve. Eis a proposta: implementação de 1/3 da carga horária para extraclasse, de 05 horas em 2012, 06 horas em 2013, e o restante do tempo que falta em 2014, para o Ensino Fundamental II. Educação infantil e Ensino FundamentalI, a definir com a Secretaria de Educação em conjunto com o Sindicato.

Propôs a remuneração dos professores temporários, em 0212 de um salário mínimo para 20 horas; em 2013 o Piso Nacional previsto em lei.

Sobre a revisão do PCC: será formada uma comissão de negociação, com 09 membros para formatar a proposta de revisão do PCC, com 03 representantes da Administração Municipal; 03 do Sindicato/Professores; 01 do Conselho do Fundeb; 01 da Câmara de Vereadores e 01 do Conselho Municipal de Educação.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO