Por reajuste salarial, professores de Barbalha deflagram greve geral


Os professores da Rede Pública Municipal de Ensino de Barbalha deflagraram Greve Geral na manhã de sábado (6/9) por tempo indeterminado. A categoria reivindica o repasse da complementação da união para o piso salarial dos professores.


Os professores pleiteiam, dessa forma, 22.5% de reajuste salarial. O fato ato é que a Prefeitura Municipal de Barbalha só repassou o percentual de 8,32% ficando devido aos profissionais do magistério mais de 14%.


Em Assembleia passada, a categoria enviou proposta de reajuste de apenas 5% o que não foi aceito pela administração municipal. Desta feita os profissionais deflagraram a greve e agora reivindicam os 14% que lhes é de direito.


“Comunicamos a toda sociedade, aos alunos e pais de alunos, que foram vencidas todas as formas de diálogo, vários foram os ofícios, reuniões e assembleias desde maio do corrente ano, sem que o município apresentasse nenhuma proposta para categoria justificando apenas através de Nota Técnica de que não se obriga a repassar os recursos, já depositados pelo governo federal, nos cofres municipais. É oportuno esclarecer que estamos abertos a retomar os diálogos e negociar caso a administração queira apresentar uma proposta a ser apreciada pela categoria”, defendeu, em nota, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barbalha, que lidera o movimento paredista.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO