Nota de Repúdio – Não à destruição dos direitos dos servidores de Monsenhor Tabosa

A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) e o conjunto dos seus sindicatos filiados repudiam a tentativa de retirada de direitos dos servidores municipais de Monsenhor Tabosa, orquestrada pelo Executivo Municipal e que está em debate na Câmara de Vereadores da cidade.

Em mensagem enviada ao legislativo, a Prefeitura persegue e ataca especialmente os funcionários que atuam na direção do Sindicato dos Servidores Municipais de Monsenhor Tabosa ao mudar os dirigentes classistas de regime jurídico e ao reduzir as liberações para mandato sindical de quatro para duas.

As mudanças, submetidas de forma autoritária, incluem ainda a revogação do salário família dos trabalhadores de baixa renda, supressão da licença prêmio e criação da licença para capacitação e a criação de uma avaliação especial de desempenho para a aquisição da estabilidade, que será conferida por comissão instituída para esta finalidade.

É inadmissível que, em meio a pandemia de Covid-19, quando todos e todas lutam pela sobrevivência e os profissionais do serviço público colocam suas vidas em risco para proteger a população, que a Prefeitura de Monsenhor Tabosa queira destruir direitos históricos dos trabalhadores.

É imperativo que os gestores públicos, e, nesta fase, sobretudo os vereadores de Monsenhor Tabosa, não levem este pacote de maldades adiante. Apelamos ao senso de responsabilidade pública dos parlamentares e demandamos, junto ao Executivo, que cessem as práticas antissindicais e anti-trabalhadores.

Fetamce e Sindicatos Filiados

DEIXE UM COMENTÁRIO