Florianópolis: Trabalhadores da Comcap entram em greve por tempo indeterminado


O plano de sucateamento da Companhia Melhoramentos da Capital (Comcap) avança com toda força desde que o prefeito César Souza Júnior assumiu a Prefeitura. Para frear essa ofensiva e defender a empresa pública, os trabalhadores da Comcap decidiram entrar em greve nesta terça-feira (25). A categoria exige que a Prefeitura apresente um cronograma de pagamento das dívidas previdenciárias e trabalhistas da empresa, que chegaram a níveis insustentáveis neste segundo semestre. Todos os serviços de limpeza e coleta de lixo estão suspensos por tempo indeterminado.


 


Segundo relatórios da direção da Comcap, em 2012, o balanço financeiro fechou o ano com uma dívida de R$ 392 mil. Em 2013, primeiro mandato do atual prefeito, a quantia subiu para R$ 14 milhões, um aumento de 35 vezes! A previsão do déficit ao fim deste ano é de quase R$ 70 milhões!


 


A situação se torna dramática com o processo judicial do REFIS, parcelamentos das dívidas previdenciárias com a Receita Federal que pode ser cancelado. Se a Comcap perder esta ação, terá de executar à vista mais de R$ 140 milhões, o que pode levar a empresa à falência.


 


A cada ano que passa, cresce a demanda pela coleta de lixo. Mas o prefeito, por outro lado, diminui os recursos da Comcap e não repassa o que é definido pelo orçamento municipal no início do ano. O repasse mensal da Prefeitura está estipulado em R$ 9,6 milhões, o que, segundo a Diretoria da empresa, não cobre nem os gastos com a folha de pagamento, que gira em torno de R$ 11,5 milhões.


 


Nos últimos três anos, todas as campanhas de data-base da categoria assumiram como prioridade a defesa do serviço público. Mais do que nunca, os trabalhadores estão mobilizados para defender a Comcap e seus postos de trabalho contra a privatização. Dinheiro público é para o serviço público!


 


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO