Servidores da saúde de Jardim entram em greve


Os servidores da saúde de Jardim, que recebem remuneração acima do salário mínimo, estão em greve desde o último dia 23. As atividades dos trabalhadores da cidade da Região do Cariri paralisaram devido, segundo o sindicato da categoria, a “intransigência da prefeitura em não negociar o reajuste salarial” do grupo citado.


A greve será mantida, conforme Francirleia Filgueiras, presidente do Sindicato de Servidores de Jardim, até a prefeitura reconduzir o diálogo sobre o tema e apresentar alguma proposta para os trabalhadores. “Até agora só conseguimos o reajuste para quem ganha o salário mínimo e os 13,01% linear para os professores, mas tantos outros trabalhadores, como profissionais da administração, infraestrutura e saúde seguem sem renovação salarial. Isso é um absurdo. Porém, até agora só a saúde se mobilizou”, afirmou Francirleia.


Ainda segundo o Sindicato, alguns trabalhadores permanecem atendendo nos postos de saúde, para não deixar casos essenciais sem socorro. “Já comunicamos as autoridades, oficializando para o Ministério Público, Câmara de Vereadores e a Administração Pública. Com relação à comunidade, foi comunicado através de rádio, carro de som e nos locais de trabalho”, completou a presidente da entidade sindical.


Os grevistas denunciam ainda que o movimento começa a receber ameaças de desconto no ponto dos grevistas. “Querem nos desarticular, mas a categoria decidiu neste terceiro dia intensificar o movimento. Portanto, está mantida a Greve”, finalizou a dirigente sindical.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO