Professores de Ubajara realizam manifestação cobrando precatórios

Os professores de Ubajara realizaram na manhã do último sábado (16/06), uma manifestação exigindo o pagamento do precatório do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF), valor que se encontra na conta da prefeitura desde 2016.

Dois outdoors foram colocados na entrada e no Centro da cidade cobrando o repasse da verba para os profissionais do magistério. A categoria reivindica o rateio dos valores entre a classe.

Entenda o caso

De 1996 a 2006, mais de 90 bilhões da conta da educação pública deixaram de ser repassados aos estados e municípios. O caso de Ubajara foi parar na justiça, onde no final do ano passado saiu a decisão de que o prefeito poderia investir o dinheiro na educação. Os professores exigem que os 60%, garantidos por lei, sejam repassados para eles, e os 40% restantes seja aplicado nas estruturas das escolas. De acordo com Nadja Carneiro, diretora do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ubajara, são, em média, R$ 15 milhões.

Com informações do Ubajara Notícias

 

DEIXE UM COMENTÁRIO