Desmonte: Sindicato denuncia atrasos salariais em Antonina do Norte e Saboeiro


Servidores de Antonina do Norte e Saboeiro estão passando por recorrentes atrasos salariais. Nas duas cidades, o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Municipal (Sintsepansa) tem interpelado as prefeituras e denunciado a situação a órgãos de fiscalização e controle, como o Ministério Público Estadual e o Tribunal de Contas dos Municípios.


 


Em Antonina do Norte o problema teve início em maio de 2016. Nos últimos meses, a gestão vem pagando as categorias mais de 10 dias depois do quinto dia útil do mês, que é legalmente o prazo para a cidade honrar salários.


 


Em Saboeiro a situação é mais agravante, conforme a organização sindical. Desde 2014 os dirigentes classistas denunciam à justiça o problema, já tendo sido, inclusive, formalizado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o laboral e o patronal, mas que não vem sendo cumprido. O município chegou a acumular dois meses sem pagamento de remuneração.


 


“Estivemos novamente no Ministério Público, juntamente com alguns servidores, onde foi apresentado ao promotor os últimos relatórios do TCM, que mostra que o município de Saboeiro está com gastos acima do normal atingindo a LRF (Lei de Responsabilidade de Fiscal)”, disse a entidade em nota.


 


A situação confira desmonte municipal pós eleições, quando gestores públicos deixam de cumprir as metas fiscais e de garantir o pagamento de pessoal, por exemplo. Os trabalhadores se preocupam se chegarão a receber os proventos de dezembro, que podem não ser reservados pelos atuais gestores, para serem pagos pelos próximos prefeitos em janeiro de 2017.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO