Sindsep conquista ampliação de professores para oito horas em Itapipoca


Após muitos anos de intenso enfrentamendo, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsep) de Itapipoca, Tururu e Uruburetama conquistou a ampliação da carga horária, de quatro horas diárias para oito, beneficiando 181 professores municipais de Itapipoca. A mudança era um anseio antigo da categoria, que trabalhava dois turnos, mas que gozava de estabilidade em somente um. Com a ampliação, esses servidores vão dobrar o salário e receber valor maior de aposentadoria. O projeto irá para a Câmara Municipal em fevereiro e, após aprovado, seguirá para sanção do prefeito.


“Durante anos o Sindsep luta para que os professores sejam efetivados. Sempre colocamos o assunto em pauta de negociação e o gestor nunca deu ouvidos. Só agora conseguimos ser ouvidos e garantir a efetivação para todos, inclusive para os readaptados”, comemorou Quitéria Freire, presidenta do Sindicato.


Os professores relatam como alívio a conquista. Como eram servidores de quatro horas diárias, eles recebiam um salário que não era suficiente para arcar com as despesas do lar. Francisca Rosimar Guilherme, 44, lembra bem das dificuldades daqueles anos. “Na época do pagamento, corríamos para um lado e outro. Às vezes, nos pagavam à meia noite; às vezes nem pagavam”, recorda. E, para complementar a renda, esses professores buscavam auxílios de políticos, acordo não garantia estabilidade, devido à volatilidade característica do apadrinhamento político.


Para garantir a efetivação desses profissionais, o Sindsep iniciou uma batalha para que a ampliação da carga horária virasse lei. E, agora em fevereiro, a efetivação se tornará real. O projeto do Executivo segue para aprovação na Câmara Municipal e, depois, para a sanção do prefeito, para virar lei.


“O Sindicato ajudou bastante. Faz muito tempo que batalham e agora conseguimos ficar com as oito horas. O salário vai dobrar. Essa diferença vai ajudar no lar, pois tenho quatro filhos e um deles é especial. Se Deus quiser, vai dar certo”, agradeceu Rosimar.


Além disso, o Sindsep conseguiu que os professores que trabalhavam as quatro horas diárias e tinham mais de 30 anos de carreira no Município, pudessem se aposentar como professor de oito horas, sem ter que contribuir mais cinco anos com o Itaprev, Fundo de Previdência Municipal. Sendo assim, foi derrubada a alegação do prefeito de que esses servidores teriam contribuído tempo insuficiente com o Fundo Municipal, implantado em 2008.


“Conseguimos que os professores com mais de 30 anos de carreira não precisassem cobrir cinco anos para poder se aposentar”, comemorou Quitéria. Segundo a sindicalista, a demanda continuará em pauta, tendo em vista garantir a ampliação dos direitos de mais professores.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO