Sindicatos protestam contra o PLP 257 no Aeroporto em Fortaleza


Para pressionar deputados federais cearenses que embarcariam à Brasília na manhã desta segunda-feira (08), sindicatos se reuniram às 5h com apitaços e palavras de ordem contrárias ao projeto de Lei Complementar (PLP) 257/2016, que adota uma política de ajuste fiscal e controle de gasto, de redução do papel do Estado e estímulo à privatização e, principalmente, de corte de direitos dos servidores públicos. 


No megafone, os sindicalistas diziam: “Tô caçando deputado”, “Olê, olê, olê, olá, 257 não passar” e outras do tipo “Fora, Temer” e “Golpistas, Fascistas não passarão”.


Estavam presentes o Sindisep-Caucaia, o Sindicato dos Servidores do Ministério Público (Sinsempece), o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Ceará (Sindjustiça), o Sindicato União dos Trabalhadores em Educação – Fortaleza (Sindiute), a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) e a Central Única dos Trabalhadores.


Entre os parlamentares cearenses, José Guimarães (PT) foi o único que apareceu e, entrevistado por jornalistas, garantiu votar contra o PLP 257.


 


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO