Professores em greve de Aquiraz ocupam Gabinete do Prefeito


Em greve desde o dia 28 de abril, os professores de Aquiraz chegaram a ocupar na manhã de hoje, 18 de maio, o prédio do Gabinete do Prefeito. Em mais um ato da ação paredista, a categoria demandou que o gestor Fernando Freitas Guimarães avance na proposta de reajuste e nas demais reivindicações da categoria.


Até o momento, o município oferece o percentual de 5% de reposição salarial retroativo a janeiro, que depende ainda de parecer positivo Fórum Eleitoral de Aquiraz, haja vista que a gestão entende que possa haver alguma proibição por conta da proximidade ao período eleitoral.


Além de reajuste, os profissionais buscam descongelamento do anuênio através de Lei municipal, pagamento de pelo menos 60% dos recursos de precatório do Fundef para os professoresas em efetivo exercício em 2016, reajuste do vale alimentação de 8 reais para 9 reais e Calendário unificado de reposição das aulas.


E se já era ruim a negativa da prefeitura, o movimento sofreu mais um ataque. Ainda nesta manhã, o sindicato foi intimado pela justiça para que realize a suspensão da greve, com a marcação de mediação entre prefeitura e trabalhadores para o dia 23 de maio, próxima segunda-feira.


A presidente da Fetamce, Enedina Soares, compareceu ao ato. A diferente reclamou que mesmo após 20 dias de greve ainda não há diálogo com o Prefeito. “Mesmo depois da greve e praticamente todas as prefeituras da região Metropolitana darem reajuste aos seus educadores, a prefeitura de Aquiraz segue reticente. Isso é um completo absurdo, sobretudo para um município com turismo e outros atrativos que geram renda na cidade. Os trabalhadores querem a sua parte da riqueza local”, sentencia.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO