Sindicato recusa oferta da Prefeitura de Canindé de reajuste de 5,8% para professores e 4% para demais servidores


Em Canindé, os servidores em campanha salarial já tiveram três rodadas de negociações com a prefeitura, que está apresentando 5,85% de reajuste salarial do magistério, enquanto os educadores reivindicam 11,36% nos salários de servidores ativos e inativos da Secretaria de Educação.


Para os demais Servidores, o município ofertou 4%, entretanto, os trabalhadores que ganham diferente do salário mínimo nas secretarias de Saúde e do Fundo Geral no município de Canindé decidiram, em assembleia na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Canindé (SINDSEC), na manhã da última terça-feira (16), recusar a proposta de reajuste do governo municipal e aprovaram uma contraproposta de reajuste de 10,67%. O novo índice definido pelos trabalhadores já foi comunicado ao Executivo. Os funcionários estão irredutíveis e não aceitam proposta inferior a já deliberada, por levar em conta a inflação, que alcançou o mesmo patamar.


A próxima reunião com a gestão está agendada para dia 23 de fevereiro. “Acredito que se não avançar, iremos deflagrar greve, o discurso da gestão é que não tem dinheiro”, explica Aurenice Santigo, presidente do SINDSEC. 


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO