Servidores de Quixeramobim debatem o Plano Nacional de Educação


Debate sobre o PNE (Plano Nacional de Educação) foi realizado no último sábado, 23/8, em Quixeramobim. No evento promovido pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da cidade, o convidado foi o deputado federal Artur Bruno. Na atividade, cerca de 100 professores marcaram presença.


Bruno, que hoje é coordenador da Frente Parlamentar em Defesa do Serviço Público Municipal no Congresso, é vice-presidente da Comissão de Educação do Congresso e integrou o grupo que discutiu o PNE em Brasília. O parlamentar disse que o maior desafio no momento é  de “destacar a destinação de 10% do PIB de investimento público para a escola pública, isso seria o equivalente hoje a cerca de R$ 400 bilhões. Os royalties do petróleo e do Fundo Social do Pré-sal serão importantes para cumprir esta meta, mas não serão suficientes. Precisamos continuar buscando outras fontes de financiamento”, avaliou.


Nos próximos seis anos, o salário dos professores deve se equiparar ao que ganha hoje um profissional com nível superior (R$ 4 mil nos valores atuais). Um professor da rede estadual ganha em média R$ 2,6 mil. Da rede municipal, R$ 2 mil. “Ainda não será o valor que esses profissionais merecem, mas, assim como foi a vitória do Piso do Magistério, é um grande passo para a valorização da categoria”, comentou Artur Bruno.


De acordo com o deputado, a sociedade precisa ficar atenta para cobrar dos governos Federal, estaduais e municipais o cumprimento das metas do PNE. ¨O plano é fruto de uma ampla discussão desde 2010. Entidades foram ouvidas, debates foram promovidos em todos os estados. Portanto, a sociedade tem de se mobilizar para cobrar os resultados, que surgirão de forma mais efetiva quando todos estiverem envolvidos no processo educacional”, ponderou.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO