Servidores de Ibaretama pressionam e Prefeitura começa a responder à Campanha Salarial 2013


 


Os servidores municipais de Ibaretama, mobilizados pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Quixadá e Região (SINDSEP), exigem respostas a uma pauta ainda travada de negociações da Campanha Salarial 2013. Na busca por soluções urgentes, em dia 18 de março, mais uma vez a Diretoria do SINDSEP sentou com a Prefeita de Ibaretama e, após longa discussão, tem-se os seguintes encaminhamentos acordados:


 


1.INSALUBRIDADE: foi regulamentada e contemplará a todos os servidores lotados em locais de trabalho insalubres;


 


2. INCORPORAÇÃO DE CARGA HORÁRIA: servidores(as) de todas as categorias que percebem o salário mínimo e que possuam apenas 4 horas terão sua carga horária definitivamente incorporada.  Até dia 09 de maio, a Prefeitura de Ibaretama apresentará ao SINDSEP um levantamento de servidores(as) com a contemplação dessa conquista e a relação daqueles que gradativamente serão beneficiados.


 


3. PCCS DA SAÚDE E ADMINISTRAÇÃO: Prefeita de Ibaretama solicitou ao SINDSEP propostas de planos de carreira para discussão na próxima Audiência de Negociação Coletiva;


 


4. REAJUSTE DO PISO DO MAGISTÉRIO: no dia 25 de abril o SINDSEP se reunirá com a Secretaria de Educação para discutir o Reajuste do Piso do Magistério que nesse ano, segundo o MEC, não poderá ser menor que 7,97% Este percentual está valendo desde janeiro desse ano e a categoria não abre mão do pagamento retroativo do mesmo.


 


5. PAGAMENTO DA 2ª PARCELA DO MÊS DE DEZEMBRO DE 2012: é importante dizer que desde dezembro do ano passado o SINDSEP se antecipou e acionou o Ministério Público quanto a uma possível inadimplência da Prefeitura para com os servidores de Ibaretama haja vista a necessidade de se manter sempre alerta contra uma prática indesejada que vem se tornando comum nas prefeituras do Brasil.


 


Esgotadas todas as possibilidades de negociação coletiva (ainda o melhor caminho), a entidade sindical não tem outra coisa a fazer a não ser impetrar ação judicial. Em Ibaretama, as negociações com a Prefeitura fluíram e foi fechado um acordo de pagar o mês de dezembro em duas parcelas. A categoria aceitou. A Prefeitura pagou a primeira parcela.


 


Agora, com relação a segunda parcela, a Prefeitura de Ibaretama quer pagar em 10 vezes. A Categoria e o SINDSEP rejeitaram isso totalmente. Com isso, a Prefeitura pediu 20 dias para estudar uma contraproposta. A Categoria aguarda, então, pra conhecer a proposta para analisar os encaminhamentos.


 


Fonte: Sindsep Quixadá


 


Assessoria de Comunicação


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO