Servidores de Aquiraz lutam para a manutenção do adicional por tempo de serviço

Na última terça (13/12), o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aquiraz conquistou o adiamento da votação da proposta de Plano de Cargos e Carreiras e Remuneração (PCCR) dos Servidores Municipais de Aquiraz. O Projeto de Lei, que tramita da Câmara Municipal e que seria votado, não atendia às propostas dos trabalhadores, não levando em consideração o Adicional por Tempo de Serviço (ATS). A prefeitura de Aquiraz descumpriu acordo firmado com o Sindicato para a modificação do artigo que desincorporava o ATS do PCCR.


A pressão para o adiamento da votação e a solicitação de mudança no texto encaminhado pela Prefeitura foi feita através de abaixo assinado, colhido em Assembléia da categoria, que teve 160 assinaturas. O Presidente da Câmara, Homero Silva, iniciou a sessão e em seguida retirou da pauta o PL, justificando o pedido dos servidores e tratando da necessidade de reiniciar o canal de diálogo com a Prefeitura.


Além do adicional não ser contemplado na proposta, também foi apresentado  pela Prefeitura Projeto de Lei complementar a 002/1994, que trata do Regime Jurídico Único dos Servidores, que propõe a diminuição, segundo o Sindicato dos Servidores, de uma série de direitos já conquistados.

Conforme a presidenta do Sindicato dos Servidores de Aquiraz informa, Francisca Alexandre, “a categoria presente se mostrou satisfeita e decidida a continuar na luta”. Uma nova reunião será articulada entre os vereadores, o sindicato e a prefeitura no intuito de refazer o debate.

 
Assessoria de Comunicação – FETAMCE

Siga-nos no Twitter > @FETAMCE


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO