Profissionais da educação de Caucaia deliberam sobre greve nesta quarta-feira, 17


Os profissionais da rede municipal de educação de Caucaia devem entrar em greve por tempo indeterminado. Esta é a pauta principal de assembleia geral marcada para esta quarta-feira, 17 de fevereiro, às 9 horas da manhã, no Grêmio da cidade (R. Pres. Castelo Branco, 194).


A pauta de reivindicações da categoria inclui o reajuste dos professores, fixado pelo Ministério da Educação (MEC) em 11.36%; o crescimento salarial dos demais funcionários das escolas; a universalização dos auxílios transporte e alimentação; entre outras.


Até o momento, a prefeitura de Caucaia não avançou em nenhuma das demandas dos servidores e segue sem negociar com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsep). A gestão publicou portaria no fim de janeiro, onde estende em 60 dias qualquer possibilidade de alteração nos benefícios dos trabalhadores municipais.


De acordo com Maria Santos, presidente do Sindsep, sem avanços, a proposta do sindicato é de que professores e demais profissionais paralisem definitivamente as atividades. Sendo aprovada amanhã, a greve iniciaria na segunda-feira, 22 de fevereiro, atendendo assim ao prazo de 72 horas, estipulado por lei, a partir do anúncio da categoria, e descontando o fim de semana.


“Sem reajuste, vamos parar a educação de Caucaia. Esta será a defesa do nosso sindicato durante a assembleia, encaminhamento este que deve ser respaldado pela categoria. Todos nós estamos indignados com negligência com que o prefeito vem nos tratando”, enfatiza a dirigente.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO