Professores do Crato realizam paralisação geral nesta quarta-feira (30)


Os professores da rede municipal de ensino do Crato, reunidos em Assembleia Geral convocada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da cidade decidiram, na última semana, pela realização hoje (30/7) do “Dia D de luta em prol das Bandeiras dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Educação”, com paralisação geral da categoria.


Os profissionais do magistério estão pleiteando, junto ao município, as demandas abaixo, que seguem sem respostas positivas do executivo local.


Pauta:


1. Repasse da diferença salarial do piso para todos os profissionais do magistério


2. Majoração do percentual de regência de classe atualmente de 8% (oito por cento) sobre o salário base, para 20% (vinte por cento); 


3. Reformulação do Plano de Cargos e Carreiras do Magistério 


4. Pela progressão dos Auxiliares de Serviço Gerais, Merendeiras, Técnicos Administrativos e Secretários Escolares;


“Para nós, a politica de valorização dos trabalhadores da educação vai no sentido de manter e ampliar direitos. Não podemos conviver, sem inquietude, com inconstância, das condições de trabalho que subtraem o processo de aprendizagem. Não podemos silenciar diante de um quadro atual onde a lei só existe para punir os profissionais e nossos direitos são esquecidos. Não bastasse a falta de humanização e respeito com a categoria, temos que conviver com escolas sem condições de trabalho, sem conforto, sem carteiras adequadas, sem livros suficientes. Quando denunciamos é porque queremos contribuir para mudar esse quadro, que se repete há várias gestões”, explica Júnior Matos, presidente do Sindicato.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO