Pentecoste: negociação salarial dos servidores travada pela Prefeitura

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Pentecoste (SINDSEP/PENTECOSTE) realizou assembléia geral no dia 28 de janeiro para tratar da intransigência do governo municipal de Pentecoste no atendimento da pauta da campanha salarial 2012.


Segundo a direção do Sindsep, a prefeitura ainda não respondeu ao conteúdo protocolado há dias. Insatisfeitos com a situação e temendo a negociação salarial ser empurrada até abril, período em que a lei eleitoral inibe a liberação de novos gastos e demandas pelos municípios, os servidores começam a pressionar o patronato estatal.


Segundo o assessor jurídico da entidade, Valdey Alves, foi protocolada a execução do direito ao salário mínimo, causa ganha pelos trabalhadores de Pentecoste. O município havia perdido em todas as instâncias. Além disso, o advogado encaminhará ação de isonomia preterida pelo sindicato sobre a prefeitura, para universalizar a progressão de carreira, pois o município ofertou o benefício somente para parte dos servidores locais. A representação sindical também atuará na convocação dos trabalhadores para que subscrevam requerimento administrativo de licença prêmio, que será protocolado junto ao município.


Além dos pontos acima, estão entre as principais questões da pauta de reivindicações dos servidores de Pentecoste a criação dos Planos de Carreira da Saúde e da Carreira Técnico-administrativa e a implementação da Lei do Piso do Magistério.


Dando continuidade a mobilização da categoria, caso não sejam atendidas as demandas pelo município, os servidores se reunirão novamente em assembléia, no dia 11 de fevereiro, quando, poderão ser fechadas ações mais impactantes para pressionar a Prefeitura.

Com informações do blog www.valdecyalves.blogspot.com

Assessoria de Comunicação – FETAMCE
Siga-nos no Twitter > @FETAMCE


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO