Gestores de Canindé podem ser presos por descumprimento de decisão judicial ganha por servidores


A Justiça determinou na manhã da última sexta-feira (21/09), as prisões do prefeito de Canindé, Cláudio Pessoa, da secretária de educação, Maria Rosemary Cardoso Herculano e do secretário de finanças, Jorge Luís Coelho Lopes.


As prisões foram decretadas pelo juiz da comarca do município, Antônio Josimar Almeida Alves. O prefeito e o secretário de finanças são acusados de descumprirem uma ordem judicial por atraso no pagamento integral dos subsídios da vice-prefeita do município, Rosário Ximenes, que entrou com ação na justiça. Até sexta, dava-se conta somente do pagamento de um mês (junho), estando os demais em aberto. No caso dos dois, a questão foi amortizada hoje (24/09), tendo em vista que a quitação foi feita nesta manhã.


Já o motivo da prisão da secretária de educação também é o descumprimento de ordem judicial, em processo movido pelo Sindicato de Servidores Municipais de Canindé. Ela vem acumulando um histórico de atraso de salários e pagando somente o rendimento líquido, sem destinar os demais descontos em folha, como mensalidade sindical, empréstimos consignados, previdência social e pensões alimentícias. A gestora chegou a pedir na justiça complementação de recursos, porém, não foram efetuados os pagamentos.


A Delegada Regional de Polícia Civil de Canindé, Dra. Cláudia Guia chegou a efetuar diligências, no sentido de localizar o Prefeito e os Secretários, que tiveram as prisões decretadas pela justiça, para cumprimento das decisões. A informação movimentou a cidade e os meios de comunicação locais passaram quase que toda a tarde de sexta-feira abordando o assunto.

Com informações do Blog do Eliomar e Diário do Nordeste

Assessoria de Comunicação – FETAMCE

comunicacao@fetamcetmp.org.br


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO