Fetamce lança nota defendendo representação sindical única no ramo dos servidores municipais


 


Ontem (18/04), durante a reunião do Conselho Diretor da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará – FETAMCE, o coletivo representativo dos 146 municípios que foram a entidade deliberou o lançamento de nota pública que protesta a unidade do ramo e defende a representação sindical única dos servidores públicos, formada pelos sindicatos de servidores nos municípios, pela Federação estadual e pela Confederação nacional. De acordo com o documento, a unidade e o combate aos desmembramentos de bases sindicais para outras instituições será enfrentada pela Federação cearense e pelos sindicatos que cobrem mais de 80% do território estadual.


 


Veja o documento a seguir:


 


Unificando as forças e fortalecendo o ramo dos municipais


 


A CUT se tornou a maior Central de Trabalhadores/as no Brasil e o movimento sindical brasileiro obteve importantes avanços econômicos e sociais, especialmente nos últimos 10 anos. Hoje vivemos um cenário que nos exige fortalecer, ampliar, inovar e ressignificar nosso modelo organizativo e político fortalecendo a estrutura de um movimento sindical orgânico e politicamente autônomo.


 


Nesse contexto, novos desafios se apresentam para o Ramo dos Servidores Públicos Municipais diante de fenômenos como a terceirização, a fragmentação da organização sindical de categorias no âmbito local, a disputa de centrais sindicais não-cutistas, assim como a entrada de jovens concursados e a expansão da municipalização das políticas públicas. Esta realidade nos exige coragem, determinação e unidade de ação.


 


A importância estratégica da Unidade organizativa e política dos Servidores Públicos Municipais através da CUT, da CONFETAM e da FETAMCE é fundamental para manter as conquistas e ampliar direitos em direção ao trabalho digno e decente, valorizando os trabalhadores/as nos diversos municípios do Brasil e em especial no Ceará.


 


Uma disputa fraticida, oportunista e despolitizada que tenta dividir nosso ramo deve ser enfrentada com altivez e rigor evitando que interesses “individualistas”, “aparelhistas” e “políticos” prevaleçam e ao mesmo tempo contribua para que os gestores públicos municipais tirem proveito de nossa divisão. Os desmembramentos de bases sindicais para instituições outras estranhas ao nível local ou a criação de sindicatos de categoria dentro do ramo dos servidores públicos municipais não é salutar e muito mesmo desejada pela maioria da categoria.


 


Quando defendemos a liberdade e autonomia sindical não estamos defendendo a pulverização das entidades sindicais, ao contrário, defendemos a UNIDADE dos/as trabalhadores/as em entidades sindicais cada vez mais fortes e mais representativas. Assim, a CUT, a FETAMCE e a CONFETAM devem ser fortalecidas e revigoradas através do fortalecimento dos Sindicatos locais, de uma agenda continuada de mobilização e organização de base e de inovações sindicais.


 


A principal tarefa da nossa estratégia sindical no próximo período é a organização sindical dos/as trabalhadores/as a partir dos locais de trabalho constituindo uma rede ampliada de mobilização.


 


Unidos, sempre, para vencermos!


 


Fortaleza, 18 de abril de 2013


 


Direção Estadual da FETAMCE


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO