Ceará: Paralisação Nacional começa com ato no Centro de Fortaleza


A paralisação nacional desta quinta-feira, 22 de setembro, esquenta para a GREVE GERAL, contou com ato público realizado pela manhã no Centro de Fortaleza.


A atividade, que mobilizou centenas de trabalhadores, denunciou o Golpe dentro do Golpe, ou seja, as ações ultra-liberais do ilegítimo Michel Temer, que pretende destruir os direitos trabalhistas e previdenciários dos brasileiros.


O usurpador Temer quer acabar com direitos sagrados da classe trabalhadora, como férias, 13º salário, jornada de trabalho, previdência social e benefícios de servidores públicos.

Greve Geral

Conforme os participantes da atividade, caso o Governo e o Congresso prossigam com as propostas que atingem os direitos, o Brasil irá parar.


“Nós iremos parar o país e mostrar que a classe trabalhadora não aceitará corte de benefícios e conquistas duramente alcançadas. Somos de resistência e de luta”, disse Graça Costa, secretária de relações do Trabalho da CUT Nacional.

Participação

O ato contou com representantes das Centrais Sindicais CUT, CTB, CSP Conlutas, além de trabalhadores de diversas categorias, como bancários, professores, operários da construção civil, petroleiros, jornalistas, servidores públicos, gráficos e profissionais de telecomunicações. Também marcaram presença movimentos sociais do campo e da cidade e representantes das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO