Abertura do I Colóquio da FETAMCE reúne personalidades políticas e lideranças sindicais

Na abertura do I Colóquio da FETAMCE -O Papel do Serviço Público Municipal no Desenvolvimento do Brasil”, na noite desta quinta-feira, dia 16/9, a presidenta Sebastina Faustin, a Netinha saudou a diretoria executiva da Federação por promover esse momento ímpar vivido pela categoria dos servidores públicos municipais, oportunidade essa de discutir a plataforma dos servidores na perspectiva de um Brasil melhor. “É no município que começa a luta pela concretização das políticas públicas visando o desenvolvimento do País”, disse Netinha, lembrando que é com união que iremos fortalecer a luta dos servidores públicos municipais.


A solenidade de abertura do I Colóquio da FETAMCE, que acontece no Centro Espiritual Uirapuru – CEU nesses dois dias (16 e 17/9) e reúne representantes de sindicatos de servidores públicos municipais de todo o Estado, contou com a presença dos deputados estaduais Nelson Martins e Artur Bruno; do representante da deputada Raquel Marques; do representante do BNB, Clarício Santos, da presidente da Confetam/CUT, Graça Costa; da representante da Mulheres da CUT, Carmem Silva, do presidente da CUT/CE, Jerônimo Nascimento e do representante da OIT no Brasil, Paulo Sérgio Muçouçah


Após as saudações dos componentes da mesa, o coordenador dos Programas de Trabalho Decente e Empregos Verdes, da Organização Internacional do Trabalho – OIT, no Brasil, Paulo Sérgio Muçouçah proferiu palestra sobre o Plano Nacional do Trabalho Decente, que ainda está em projeto.


Segundo Muçouçarh esse projeto foi construído por uma comissão tripartite, entre governo, empregados e empregadores. “Na verdade começou a ser construído a partir da elaboração da Agenda Nacional do Trabalho Decente lançado em 2006 pelo governo brasileiro. De lá pra cá, mais no final de 2008, se intensificou a discussão em torno da sua construção. O governo e os trabalhadores chegaram ao consenso do plano, mas os empresários não.


Por conta disso, explica o representante da OIT – “o governo está lançando agora o Plano com um texto base para Conferência Nacional do Trabalho Decente, que deve ser convocada agora para o final deste ano. É um processo que deve durar dois anos. Essa conferência vai ter como texto base exatamente a proposta que foi construída nessa comissão tripartite, que já tem consenso do governo e dos trabalhadores, só que os empresários ainda não deram aval para as metas que foram estabelecidas, o que esperamos que aconteça o mais breve possível”, concluiu.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO