Vilani de Souza (CE) é a nova presidenta da Confetam


 


Os 20 estados representados por 300 delegados que participaram do 5º Congresso Nacional dos Servidores Públicos Municipais, realizado em Beberibe, elegeram Vilani de Souza Oliveira, servidora cearense, como nova presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Brasil – CONFETAM, entidade representativa de 17 Federações e de um total de 776 sindicatos filiados em todo o país. 


 


A atividade, que teve início na noite do dia 23 de maio, no Hotel Parque das Fontes, contou com um retrospecto das políticas e os avanços conquistados pela CONFETAM desde sua fundação em 2000. Na época, foram 5 estados e 22 sindicatos. Hoje, a Confederação cutista conta com representação em 22 Estados. Em três anos, a Confederação ampliou sua base de 440 para mais de 770 sindicatos de servidores municipais filiados à CUT e às federações.


 


Destaque também para os grupos de trabalhos e mesas temáticas que transcorreram durante os dias 24 e 25 de maio e que debateram a agenda de lutas dos trabalhadores do setor público de todo o país, tais como nacionalização da campanha salarial, defesa do piso salarial, alternativas para a saúde pública, comunicação sindical, direitos da juventude, entre outros.


 


A atividade foi prestigiada pela presidenta da FETAMCE, Enedina Soares; o senador José Pimentel; a presidenta da CUT Ceará, Joana Almeida; o presidente da CUT São Paulo, Adi dos Santos Lima; recém-eleita presidente do Comitê Mundial de Mulheres da Internacional do Serviço Público, Junéia Batista; o deputado federal Artur Bruno; e o presidente da CUT Nacional, Wagner Freitas.


 


Saiba mais


A eleição para a direção da Confetam é congressual e ocorre a cada três anos. Além de Vilani, Carmem Silvia, também do Ceará, compõe a nova diretoria, na Secretaria de Relações de Trabalho. No final do evento, a delegação cearense fez uma homenagem de despedida aos delegados de todo o Brasil, cantando a música “Terra da Luz”, de Ítalo e Reno, em coro.


 


Assessoria de Comunicação


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO