Sindicato de Servidores de Icó vai ao TJCE cobrar celeridade nos processos

O Sindicato Servidores Públicos Municipais de Icó – SINDSEPMI esteve ontem (29/10) no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) para buscar celeridade na apreciação de dois processos. O primeiro trata da manutenção da ampliação da carga-horária de 362 professores, retirada arbitrariamente pela prefeita Lais Nunes, e o segundo do dissídio da greve realizada pela categoria.

Para quem não lembra, o ponto alto das reivindicações dos servidores de Icó foi violência física e administrativa contra professores municipais, que foram duramente reprimidos com tiros de balas de borracha e spray de pimenta pelas forças repressivas comandadas pela gestão enquanto protestavam contra o corte de salários e metade da carga horária em fevereiro de 2018.

Participaram do encontro o presidente do sindicato de servidores, José Irlenio e o secretário de finanças Cleudy Dantas. O presidente do Sindicato Apeoc, Anízio Melo, e o presidente da comissão municipal Apeoc em Icó, Alexandre Moura, acompanharam os dirigentes locais.

Na oportunidade, os representantes classistas tiveram uma reunião informal com técnicos do TJCE. Além de receberem informações sobre o andamento dos processos, os sindicalistas debateram com os profissionais do órgão judicial a possibilidade de avançar na apreciação das pautas.

DEIXE UM COMENTÁRIO