Sindicalista é perseguido pela ex-Secretária de Educação de Crateús

Os movimentos sociais e sindicais de Crateús, estão organizando, para o dia 13/10, uma grande manifestação, caminhada pelas principais ruas da cidade até o Fórum local. A expectativa é de que participem deste ato aproximadamente duas mil pessoas, representando trabalhadores de diversos municípios do Estado, em protesto contra a ex-secretária de Educação de Crateús que está processando o presidente do Sindicato dos Professores do município, pels denúncias que o Sindicato fez.


A ex-secretária de educação do Município de Crateús, Maria Aurineide Pires de Araújo Aguiar está processando o presidente do Sindicato dos Professores da Rede Pública Municipal de Crateús, professor EDILSON ALVES MARTINS PINTO, alegando calúnia, injúria e difamação, pelo fato de o sindicato dos professores ter realizado denúncias sobre supostos desvios nos recursos do FUNDEB-Fundo Nacional de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e defender os direitos dos professores deste município.


A referida Secretária impetrou dois processos contra o presidente do Sindicato, um cível, cobrando 40.000,00 (quarenta mil reais) de indenização e um criminal, que pode penalizar de seis meses a dois anos de reclusão. A primeira audiência do processo penal acontecerá no dia 13 de outubro, nesta quinta-feira, às nove horas, no Juizado Especial, Comarca de Crateús.


Não concordando com tamanha falta de democracia, os movimentos sociais e sindicais de Crateús, farão nesta quinta-feira, dia 13/10, uma grande manifestação, caminhada pelas principais ruas da cidade até o Fórum local, onde ficarão concentrados até o final da audiência. A expectativa é de que participem deste ato aproximadamente duas mil pessoas, representando trabalhadores de diversos municípios do Estado do Ceará.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO