Servidores de Tabuleiro do Norte desocupam a Câmara, mas mantêm a greve

Por força de mandato de reintegração de posse, os professores municipais de Tabuleiro do Norte desocuparam o prédio na quarta-feira (10/03). Uma Assembléia será realizada nesta quinta-feira para definir o calendário da greve.


Após 12 dias de acampamento, os professores do município de Tabuleiro do Norte desocuparam a Câmara dos Vereadores. A categoria cumpriu as determinações do mandato de reintegração de posse requerido pela Câmara, desocupando o prédio durante a manhã. No entanto, os servidores garantem que a greve está mantida e que a resistência continua. Uma assembléia será realizada ainda hoje, às 18h30min, para definir a agenda de mobilizações da greve.


“Vamos segurar a greve e garantir que os direitos conquistados pelos servidores sejam mantidos. Vamos organizar o calendário para fortalecer nossa mobilização”, destaca o presidente em exercício do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Tabuleiro do Norte, Antônio Marcos Pinheiro Santos. Segundo ele, o projeto de Plano de Cargos e Carreiras dos servidores municipais que deveria ir a plenário amanhã (11/03), mas foi adiado e deve ser votado pelos vereadores na próxima semana.


O projeto inicial mandado pelo Executivo prevê retirar da Lei Orgânica do Município o parágrafo 8º do artigo 104, que diz: “professor quando anteceder cinco anos para sua aposentadoria terá direito a redução da carga horária em 50% sem redução de salário”. Até a votação do Plano, uma série de atividades serão programadas para impedir que as propostas do Executivo que retiram direitos sejam aprovadas. “Da administração municipal, só recebemos o silêncio como resposta. Não nos recebe, não negocia, nada”, destaca Antônio Marcos.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO