Servidores de Itapipoca resistem a corte de direitos feitos pela Prefeitura

Fotos: Sindsep Itapipoca e Região.

Nesta manhã de quarta-feira, 27 de setembro, o auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itapipoca e Região (Sindsep) ficou lotado em Assembleia Geral Extraordinária convocada para debater os efeitos negativos das Leis 37, 81 e 85/2017, aprovadas na última sessão da Câmara de Vereadores de Itapipoca, realizada no dia 21 de setembro, que desmonta conquistas históricas dos funcionários da cidade.

Os trabalhadores constataram os prejuízos financeiros, que incluem a redução de 50% das gratificações; limitação do auxílio doença, que passa a ser de somente o salário base; a troca da integralidade por pagamento de hora aula dos professores efetivos que tem ampliação de carga horária; e a insegurança quanto ao impacto na aposentadoria e para os professores que estão fora da sala de aula.

Por unanimidade, após debaterem o estrago feito pela Prefeitura em conluio com a maioria dos vereadores, ficou deliberado a realização de uma nova Assembleia de toda a categoria dos servidores para decidir a possibilidade de instalação de Greve Geral. O novo evento deve ocorrer no dia 03 de Outubro.

Também foi encaminhado que amanhã, quinta-feira, 28 de setembro, os servidores vão para a sessão ordinária da Câmara de Vereadores para manifestar repudio ao pacote de maldades aprovado pela base de apoio do prefeito João Barroso.

Ficou estabelecido que até o dia três de outubro haverá mobilização nos locais de trabalho, convidando os demais colegas para participarem da Assembleia Geral na data citada. Mais uma vez, a reunião acontecerá no Auditório do Sindsep.

DEIXE UM COMENTÁRIO