Servidores de Itapipoca aprovam greve geral a partir de 10 de outubro

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itapipoca (Sindsep) realizou assembleia geral com os servidores da cidade nesta terça-feira (03/10) que deliberou pela instalação de greve geral a partir de 10 de outubro. O que levou ao movimento foi a aprovação na última semana das Leis 37, 66 e 74/2017, que desmontam conquistas históricas dos funcionários da cidade.

Fruto de mensagens do Executivo, as legislações, chanceladas pela maioria dos vereadores, em conluio com o prefeito João Barroso, reduzem 50% das gratificações; limitam o auxílio doença, que passa a ser somente sobre o salário base; e substituem o pó de giz por indenização.

Por unanimidade, os trabalhadores decidiram que vão resistir ao chamado pacote de maldades da Prefeitura. “João Barroso destrói conquistas alcançadas ao longo de vários anos após tantas lutas e mobilizações da categoria. Mudaram o nosso Plano de Cargos, Carreiras e Salários na calada da noite. Tramaram nos gabinetes para em votação com caráter de urgência reduzir a remuneração salarial dos servidores”, disse o sindicato em nota distribuída no município.

Em várias oportunidades, inclusive no último dia 29, em sessão da Câmara, os funcionários públicos tentaram fazer a Casa voltar atrás, mas não tiveram sucesso. No caso da gestão, também não tem sido conseguido diálogo, o que levou à assembleia definitiva de convocação de uma greve. A última paralisação geral do grupo foi realizada em 2014.

Panfleto que circula em Itapipoca denuncia “traição” dos vereadores da base do Prefeito João Barroso:

DEIXE UM COMENTÁRIO