Servidores de Amontada e Quixeramobim denunciam problemas ao Ministério Público


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Amontada e Quixeramobim se reuniram, na manhã desta sexta-feira(21), com representantes do Ministério Público do Ceará na Procuradoria dos Crimes Contra Administração Pública (PROCAP). O objetivo era discutir a situação do regime próprio de previdência, atrasos de salários e aposentadorias nos dois municípios.




De Quixeramobim (CE), compareceu o Sindicato dos Servidores Municipais, representado por sua presidenta, Edléia Melo, 02 aposentados e 01 pensionista. No município, foi aberta uma CPI para investigar situação da previdencia social na cidade. De acordo com informações divulgadas pelo blog de Valdecy Alves, o regime próprio de previdência de Quixeramobim (QUIPREV) tem um déficit de mais de R$ 346 milhões de reais.




O rombo nas contas da previdência na cidade é responsável pelo atraso no pagamento de aposentadorias e pensões de servidores municipais este ano. Os Trabalhadores estão, em média, há dois meses sem receber salários em Quixerambim. Segundo a presidente do sindicato dos servidores do município Edléia Melo, a situação na cidade é caótica.




“Hoje, nós temos aposentados com dois meses de salários atrasados e não tem previsão de quando vão fazer o pagamento. Nós já denunciamos essa situação ao Ministério Público Federal, por que a gente sente é que o prefeito não está sensível com esse problema. A situação está caótica.”, afirma Melo.




Durante a reunião, membros da PROCAP Gravaram um vídeo com depoimentos das vítimas do QUIPREV e dos membros da comissão, que servirão como provas no processo de investigação que foi aberto nesta sexta-feira, afim de realizar uma auditoria no QUIPREV.

Amontada

Também estiveram presentes na reunião realizada hoje (21), na PROCAP, Sindicato a presidenta do sindicato dos servidores municipais de Amontada,  Hermesland Alencar.




Os servidores do município denunciam a falta de transparência na gestão do regime próprio de previdência de Amontada (CE), FMSS, no que diz respeito à aplicação de verbas e ao repasse da parte patronal.




Outro ponto questionado pelos serviores da cidade refere-se ao atraso na folha de pagamento dos professores  no mês de dezembro deste ano, mesmo com o fato dos repasses do FUNDEB estarem em dia.




Representantes da PROCAP Receberam as denúncias via protocolo e devem encaminha as denúncias auma comissão que vai investigar os casos. O sindicato de Amontada solicitou ainda uma audiência com o Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará e pretendem denunciar a prefeitura da cidade por improbidade administrativa.




Segundo a PROCAP, as denúncias serão apuradas e os responsáveis serão,  responsabilizados, caso seja tudo confirmado. A FETAMCE apoia e respalda o Movimento Sindical, reforçando a Campanha “De Olho Neles”, promovida desde a Caminhada pelo Trabalho Decente.


Fonte: Blog Valdecy Alves


comunicacao@fetamcetmp.org.br


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO