Servidoras municipais participam de curso sobre inserção das mulheres na sociedade



Teve início na última segunda-feira, dia 12 de maio, o 1º modulo do curso de formação UNICAMP- Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho/ Central Única dos Trabalhadores (CUT). “A constituição da sociedade capitalista e a inserção das mulheres”, foi o tema da primeira parte do conjunto de formações realizado pela Secretaria Nacional de Mulheres da Central. As mulheres do serviço público municipal do Ceará marcaram presença, com destaque para a participação de Ozaneide Paulo, secretária-geral da Federação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal no Estado do Ceará (Fetamce) e de Carmem Santiago, Secretária de Relações do Trabalho da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam ).


As entidades dos servidores, além de terem ampla discussão sobre o empoderamento das mulheres, têm, nas suas direções, grande representação feminina, contado, inclusive, com presidentes mulheres, com Enedina Soares a frente da Fetamce e Vilani Souza conduzindo a Confetam.


Esse primeiro encontro acontece no Cajamar em São Paulo e vai até o dia 15 de Maio. Ao abrir o evento a Secretária Nacional de Mulheres, Rosane Silva, disse que “o curso é a concretização de um sonho do Coletivo Nacional de mulheres, que só foi possível porque a CUT tem a formação como uma de suas prioridades e a SNMT contou com a parceria do CESIT para construir coletivamente o projeto”.


“Falta um ano para aplicarmos a paridade na CUT nacional e estaduais, isso significa que queremos mulheres nos espaços de poder, mais mulheres comprometidas com a luta feminista e os direitos das mulheres, um dos objetivos do curso é exatamente empoderar as mulheres nesta perspectiva”, enfatiza Rosane Silva.


Carmem Santiago disse que os servidores municipais representados pela CONFETAM tem uma verdadeira plataforma em que há políticas sindicais com fortes proposições para influenciar as políticas públicas para as mulheres do Brasil. “Vivemos nos últimos anos uma verdadeira revolução em políticas para as mulheres. Uma das maiores conquistas foi a criação da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres com status de Ministério. Temos conseguido algumas transformações importantes. Uma delas também foi a eleição da primeira mulher para a Presidência da República. Queremos avançar mais no próximo período”, afirmou Carmem.


Os próximos módulos estão agendados para agosto, novembro e dezembro. Os demais encontros serão realizados em 2015.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO